O regresso do Moto GP?

Autódromo do Estoril interessa a italianos
11/03/2016 07:05

 

“O Autódromo do Estoril volta hoje a estar na capa do jornal Público. Um grupo italiano estará interessado na compra do circuito, mas espera resposta do governo da República Portuguesa.

Em 2013, a Autoridade da Concorrência deu luz verde à Portugal Ventures para comprar o Parkalgar Serviços, entidade que gere o Autódromo do Algarve. Depois, em Agosto passado, a Câmara de Cascais assinou um contrato de compra e venda para aquisição do Autódromo do Estoril à Parpública, que agregava as participações do Estado em empresas, no valor de quase cinco milhões de euros. Contudo, o Tribunal de Contas terá reprovado o contrato da aquisição em Dezembro.

Agora, o jornal Público noticia que os proprietários da Adria International Raceway mostraram interesse na infra-estrutura ao anterior governo, mas não receberam qualquer resposta do executivo.

Em carta dirigida à Parpública a 13 de Janeiro de 2015, a que o jornal diário teve acesso, a P&L Management, a empresa responsável pelo circuito de Adria, propunha-se fazer um investimento imediato de cinco milhões de euros no autódromo do Estoril, ficando depois a aguardar pelos procedimentos relativos a um futuro concurso público para avançar com uma proposta concreta de compra. “Partindo desta premissa, o proprietário do Autódromo de Adria propõe-se arrendar, com opção de compra, em condições semelhantes às de qualquer outro licitador, o Autódromo do Estoril, incluindo os seus bens, activos, propriedades e estruturas, que constituirão um único negócio, através da assinatura de um contrato de arrendamento por um período de seis anos, pela quantia de 300 mil euros por ano”, especifica a missiva citada pelo Público.

Esta manifestação de interesse surgiu após os empresários italianos terem visitado o circuito luso em Dezembro de 2014. No entanto, José Manuel de Barros, administrador da Parpública e da sociedade CE – Circuito do Estoril, qualificou o documento enviado pelos italianos como “uma mera carta de intenção”.

O Circuito do Estoril SA, que é uma empresa da Parpública, passou de prejuízos a lucros em 2015, tendo o volume de vendas ultrapassado os 3,4 milhões de euros contra 1,25 milhões no exercício de 2014.

O secretario de Estado do Desporto e Juventude, Wengorovius Meneses, revelou também ter recebido algumas manifestações de interesse em relação ao autódromo de entidades nacionais e estrangeiras e confirmou ter conhecimento desta proposta dos italianos, salientando que a sua principal preocupação é que o interesse público desportivo seja acautelado.

No passado outras entidades privadas terão mostrado interesse em comprar a infraestrutura da Costa do Sol, entra elas, o dito milionário dito piloto luso-brasileiro Lorenzo Carvalho ou um consórcio de capitais angolanos ligado à construção civil.”

Ramón Herrera
Será que o MOTO GP virá novamente para Portugal?

Motos & Motards